PROJETOS CULTURAIS


OS IMIGRANTES – TURNÊ MUSICAL – PROJETO: MOMENTO ITÁLIA BRASIL

Homenagem aos imigrantes italianos de Mato Grosso do Sul durante o Momento Itália-Brasil 2012.
A OSCIP Nação 10 se propôs a realizar um projeto cultural no Brasil, promovendo uma grande mobilização sócio-política-cultural, consagrando a forte presença das tradições italianas no Brasil e sua repercussão junto à comunidade brasileira e de ítalo-descendentes, tendo o repertorio de canções tradicionais como elemento de grande influencia na historia de vida e no cotidiano do italiano imigrante no Brasil, além do encontro de várias autoridades dos dois países por ocasião do Momento Itália-Brasil (MIB), 2011/2012.
Momento Itália-Brasil
A Embaixada da Itália em Brasília, em parceria com os Institutos Italianos de Cultura do Rio de Janeiro e de São Paulo e os consulados no território, começou a idealizar em 2010 uma proposta de reapresentação e reconhecimento da Itália ao Brasil moderno.
A ideia ganhou forma e se transformou no Momento Itália-Brasil, iniciado em outubro de 2011 com a proposta de, durante nove meses, unir italianos e brasileiros em todo o território nacional para celebrar a amizade, a história e a simpatia entre os dois povos. Através da colaboração de diversas instituições ligadas a diferentes temas e segmentos e espalhados por todo o Brasil, foi criada uma extensa programação de eventos regionais em áreas que vão dos negócios a ciência e tecnologia, com destaque para as manifestações culturais, onde a musica tem papel de fundamental.
Produção do videoclipe Nação 10 pelo Planeta, que mostra o tenor Caponi Amerigo interpretando o clássico da música italiana Sole Mio em meio às belezas do Borboletário do Pantanal, este projeto, criado pela OSCIP Nação 10, foi aprovado pelos organizadores do Momento Itália – Brasil 2011-2012, uma vertente regional do MIB Nacional, com o objetivo principal de aproximar os dois países, incentivar o intercambio entre a sociedade e artistas do Brasil e da Itália. E passou assim a figurar em sua programação oficial, no segmento Música.

E foi justamente esse o tema eleito pelo projeto Os Imigrantes, totalmente produzido em Roma para apresentar no Brasil uma parcela da riqueza musical que desenha o cenário da música de câmera italiana atual.
Laços muito fortes unem Italia e Brasil. A cultura é o alicerce sobre o qual criaram raízes os costumes e tradições desse povo tão antigo em solo de uma nação jovem em busca de identidade.
O recital Os Imigrantes foi concebido de modo a trazer uma mensagem musical para o Momento Italia-Brasil embalada pelo ritmo e melodia capazes de traduzir com emoção a identidade desse pais tão presente na realidade brasileira. Trata-se de uma homenagem aos imigrantes italianos que aqui aportaram, atraídos pela imagem de uma terra de oportunidades, com destino às fazendas de café e tabaco. Deixam para trás fome, miséria e as tristezas de um pais em guerra. Trazem na bagagem poucos pertences, fé, determinação e hábitos próprios, que pouco a pouco foram se mesclando aos costumes das pessoas que aqui viviam. Nasce assim o contorno de um novo Brasil, uma nova nação.
Com um repertório inspirado no romantismo da musica italiana e impregnado de nostalgia, o espetáculo Os Imigrantes conduz a uma apaixonante viagem no tempo; a narrativa, em forma de musica, de um músico que se apaixona, casa, tem filhos, netos e assim vai criando raízes e construindo uma rede de descendentes em uma terra de muitas belezas e cheia de promessas de um futuro feliz
O espetáculo Os Imigrantes, com duração de 1h20 minutos , protagonizado por artistas italianos que dividem o palco com coral e bailarinos brasileiros, apresenta um repertório de 16 músicas italianas e brasileiras. “A apresentação inicia com vídeo de cerca de seis minutos, mostrando um pouco de como foi a vinda dos primeiros imigrantes italianos ao Brasil”, explica o produtor e tenor Caponi Amerigo. Foi ele que, no início de 2011, gravou o clipe sobre sustentabilidade no planeta, uma produção da OSCIP Nação 10, através de sua fundadora e presidente Maria Energina Lima, realizada em duas etapas, uma parte no Sub Sound Studio, em Roma, e a outra no Borboletário localizado no Pantanal matogrossense.

A primeira apresentação do recital na fase inicial Os Imigrantes do Momento Itália-Brasil, ocorreu em 6 de dezembro de 2011, contou com apoio da Prefeitura Municipal de Campo Grande e do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, como pode-se conferir no vídeo abaixo indicado.
http://www.youtube.com/watch?v=rg2hWqmA4Xw&feature=related –
“A intenção do recital foi passar a emoção daquelas gerações de imigrantes que descobriram uma terra nova, mostrando um pouco da nostalgia e da saudade”, destacou o produtor-tenor em entrevista realizada na época.. O repertório apresentou canções italianas como: “Santa Lucia Luntana”, “Torna a Surriento”, entre outras – e brasileiras – “Amigos para sempre”, “Ave Maria do Morro”.
O grupo resolveu incluir uma composição em homenagem a região pantaneira, interpretando o grande sucesso “Chalana” em um dos trechos da apresentação.
O mesmo repertorio esta sendo preparado para a fase 2 de Os Imigrantes, neste primeiro semestre de 2012, e para cuja realização estamos propondo sua parceria.

Os artistas

Os artistas italianos que estrelam o espetáculo são: Franchina Massimiliano (pianista), Caponi Amerigo(tenor), Tuccitto Giuseppina (maestrina,pianista e soprano), Albano Filomena (soprano)
Bariricco Elizabetta (soprano). Existe ainda a possibilidade da vinda de Fuentebella Maria Milagros (contralto), a ser confirmada em breve.

Organização-Produção e detentora exclusiva de direitos do projeto Os Imigrantes para o Momento Italia-Brasil 2011/12: OSCIP Nação 10.

CURRICULUM DOS ARTISTAS

SOPRANO
Albano, Filomena
Nascida EM FORMIA, Itália, em 17 de maio de 1941. Estudou canto com a maestrina Giuliana Lanzillotto, foi solista e integrou o coro polifônico de Ciampino em 1981, alem de participar de vários recitais na Itália. Apresentou-se, acompanhando coral, em varias igrejas romanas e em outros países da Europa, alem do Brasil, onde esteve em 2009, nas cidades de Maceió e Recife.
Em 2011 retornou ao Brasil, onde se apresentou no Teatro de Santa Isabel e na Igreja de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro na Madalena, em Recife e na cidade de Moreno, também no estado de Pernambuco.
Óperas das quais participou em corcertos:

2011 LA TRAVIATA di G.Verdi
2010 L ÁDULTERA PERDONATA di A.Alessandri
2003 LA CAVALLERIA RUSTICANA di P.Mascagni
Preseentera´IL TROVATORE di G.Verdi em NOVEMBRE 2011

TENOR
tenor

CaponI, Amerigo

Nasceu na cidade Roma, em 05/08/1944; é bisneto do Tenor Giovanni Badaracco, conhecido como “O herói dos dois mundos na arte melodramática”, que em junho de 1901 se apresentou em Manaus e Rio de Janeiro. O tenor AMERIGO CAPONI estudou canto com a maestrina Ines Cingolani e se aperfeiçoou com a maestrina Luisa Malagrida. É formado em Economia. A partir de 1986, como solista e também, como integrante do Coro Polifônico de Ciampino participou de várioas turnês na Austria, França, República Tcheca, Hungria, Espanha, Grécia e Brasil, além de ter se apresentado várias vezes em São Paulo e em outras basílicas romanas. Já se apresentou também no Recife, Olinda e Moreno – PE e em Maceió – AL. Em 2011 gravou no Brasil o clipe Nação 10 pelo Planeta, trabalho em prol da sustentabilidade do planeta Terra, no Borboletario do Pantanal em Cuiabá – MT, histórica produção da Nação 10.
Destaques de operas apresentadas em concerto:
2001 – “La Traviata” di G. Verdi
2003 – “Cavalleria Rusticana” di P. Mascagni
2005 – “L’Adultera Perdonata” di A. Alessandri

SOPRANO

soprando

Tuccitto, Giuseppina

Inicia seus estudos musicais ainda criança, aos 15 anos torna-se acompanhante para escolas de dança e academia clássica Accosta, onde realiza estudo de piano e vocal. Aos 22 anos gradua-se no Cilea Conservatório de Reggio Calabria. Em Roma cursa aulas de estilo voz-interpretação sob a orientação de vários professores, incluindo Anna Di Stasio, Albert W., Antonietta Stella e cursos de especialização avançada na Accademia Musicale com os mestres de Osimo Gazzani G. e R. Celletti. Estimulada pelo musicólogo G. Carli Ballola apresentou-se várias vezes na Igreja dos Artistas, em Roma, onde faz, entre outras coisas, a primeira apresentação de A Arca de Paulo Inviolata a capela apresenta Aleluia, Op. 80 para voz solo, de E. Wellesz que é registrado e transmitido pela Rádio Vaticano e da Rádio Nacional Austríaca, por ocasião das celebrações do centenário de nascimento do compositor. Colaborou com o Conservatório de Frosinone Refice L. e participou, com outros músicos, de uma série de concertos na Rússia como solista, executando repertório operístico e sagrado e em conjuntos de camara com a orquestra
Nessa ocasião, gravou ao vivo para o selo Bongiovani, como solista soprano junto com a Orquestra Filarmônica e o Coro Glinka da Capela de St. Petersburg, a Missa em C Maior de Cherubini. Fez sua estréia em Milão, no Dragon Hall, como Lisa na opera La Sonnambula de Bellini e continua fazendo o papel de Musetta, Susanna, Serpina, etc Adina. em teatros ou casas de ópera, tais como Teatro Ghione (Rom), del Teatro Melo (I), Ibla Teatro (Sr), Vasqez Teatro (Sr), o ASAL (Associação de Amigos Siracusana Opera) ea ASAM (Associação dos Amigos de Música Siracusana) ,ALM (Amici Opera Milan), o Auditório Privitera (SR).

Atualmente, alem de participar como voluntaria em vários projetos musicais com foco social, realiza recitais dedicados a formação musical e capacitação de jovens, em projetos patrocinados pelo Ministério do Turismo e Lazer.
Como cantora solista participou do projeto Planeta Dormir Nacao 10 e também colabora como articulista de jornais como Messenger, da República, o Jornal do, sul da Sicília, bem como a revista de música austríaca Jugend musiziert, Ciociaria Hoje e outros jornais da província.

SOPRANO

soprano1

Bariricco Elizabetta

Frequentou a Saint Louiz Jazz Escola (1991/92).
Em 1993/94 participa de shows gospel com o grupo A Voz da Gloria em várias cidades na Itália, em particular o Teatro Manzoni Milano.
Em 1996 é admitida no Conservatório de Frosinone e no período de 1998/2000 apresenta-se no Flaiano Teatro de Roma, com uma pequena producao das óperas “La Traviata e Cármen.
Em 2001/2002 participa da festa de Celestine Perdão (convidado especial José Carreras) no concerto de Ano Novo com o tenor Vincenzo La Scola em homenagem ao Presidente da República Ciampi.
Em 2005 e selecionada pela Ópera de Roma para participar de turnê pelo Japão. Em 2006 participa do espetaculo “Murder in the Cathedral, trabalho do Teatro Regio di Parma por Pizzetti na Catedral de Bari. Em 2007 integra concertos na França com o Diretor Ramfis “Hirofumi Yoshida” no papel de Flora em La Traviata.
Atua como Solista a apresentacao da 9a Sinfonia de Beethoven, sob a batuta do Maestro Fernando Alvarez.
No Teatro Savoy, em Campobasso, atua no papel de Flora em La Traviata, sob a orientação de Franz albanesa, solo Vocal na missa eucarística na Catedral de Perosi Vetralla Camerata Bardi, em colaboração com a trilha sonora de solo Opera Roma.
Dirigida pelo maestro Mauro Roveri, participa do Mundial de 2009 na estreia da ópera “O Rei esta Nu , sob a batuta do Maestro Enrique Mazzola.
Repertorio de musica sacra: Stabat Mater( Pergolesi) Missa Solemnis(Beethoven) Requiem di Mozart, Missa Eucaristica di Perosi,Petit Messe solemneile (Rossini)
repertorio operistico: Santuzza (Cavalleria Rusticana), Carmen (Bizet), Adalgisa (Norma), Maddalena (Rigoletto), Suzuki (butterfly), Flora (Traviata).

PIANISTA

pianista
Massimiliano Franchina

Nascido em Palermo em 1965, inicia ainda jovem os estudos de piano, graduando-se sob a orientação do Maestro Lanfranco Menga no Conservatório de Música “A. Casella “. Em L’Aquila, estuda sob a orientação de mestres como Aquiles Paul Subrizi Delle Vignee. Frequenta cursos em Flaine (França) e depois gradua-se no Conservatório de Música “Torrefranca” de Vibo Valentia, onde também passa a atuar como professor substituto.
Em 1995 consegue uma bolsa de estudos na Faculdade Nacional de Música em Londres (FNCM).
Em 2007 gradua-se em “ciência de som, música e tecnologia” (Nível II) no Politécnico Internacional “Scientia et Ars” de Vibo Valentia.
Dirige o Coro e Coro infantil da Paróquia de St. Roberto Belarmino em Roma.
Desde 2001 leciona piano na escola de música “W. A. Mozart ‘no’ Instituto Comprehensive Bellegra.
Em 1996 e premiado no Concurso de Performance Musical Europeia de Barletta na Sala de Música. Em 2010 ganha o terceiro prémio no Concurso Internacional “Rolando Nicolosi” para Piano de Acompanhamento. Em 1997, ele acompanha um barítono lírico, na cidade de Syracusa Lino Puglisi, com quem passa a trabalhar em master classes realizadas anualmente para cantores em Bolsena, na Academia de Música de Pitigliano.
E convidado para vários recitais em comemoracao a datas oficiais e eventos realizados por ministérios e governos, realiza inúmeros concertos em várias cidades italianas, onde é convidado a atuar como colaborador de instrumentistas solo, acompanhando cantores de ópera com quem grava para a RAI e outras emissoras privadas. Atua como regente na execução de obras integrais em vários teatros italianos.
Colabora com professores de canto na preparação de concertos e óperas., ministrando aulas particulares e masterclasses.

Em Roma apresenta-se ao vivo nas salas RAI Auditorium, Sala Baldini, Pontifício Instituto de Música Sacra, o Palazzo Doria Pamphili, suíça Institute, Barberini Palace, Grande Salão da Universidade “La Sapienza”, os Cavaleiros do lobby Hilton, da Igreja Valdense, a Igreja de St. Paul Dentro de The Wall Primoli Palace, Palazzo Patrizi. Em obras como Aida, La forza del destino, Rigoletto, Il Trovatore, La Traviata, Nabucco, Macbeth, Ernani, O Vésperas sicilianas, I Pagliacci, Cavalleria Rusticana, Andrea Chenier, Tosca, La Bohème, Manon Lescaut, Madama Butterfly, Cosi fan tutte, O Bodas de Fígaro, Don Giovanni, Don Pasquale, Elisir d’Amore L’, Lucia di Lammermoor, Hansel e Gretel, Carmen.

Evento realizado em Campo Grande, MS pela Nação 10 com os tenores italianos!

http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image030.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image030.jpg
Campo Grande, MS
Evento realizado em Campo Grande, MS pela Nação 10
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image029.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image029.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image028.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image028.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image027.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image027.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image026.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image026.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image025.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image025.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image021.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image021.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image020.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image020.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image016.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image016.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image012.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image012.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image010.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image010.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image004.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/image004.jpg
http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/CAM01270.jpg http://nacao10.org.br/wp-content/uploads/2016/10/CAM01270.jpg